quarta-feira, 15 de julho de 2015

Eu queria uma namorada rockeira

Quem nunca encontrou um cara assim? Reclama que existem poucas mulheres na cena, que a cena precisa de mais diversidade, que ela é inclusiva e não segregadora... mas quando Deus Metal manda uma valquíria na vida deste jovem, ele a rejeita com veemência e ênfase.

Ele rejeita aquela menina que está com a camisa do Rolling Stones, do Ramones e do AC/DC, pois presume que ela só pode ser uma poser que mal sabe citar cinco canções de cada banda. E ele também rejeita aquela menina que gosta de Slayer, Bathory, Amon Amarth ou Immortal, pois ela certamente nunca teria ouvidos pra bandas tão pesadas. Por fim, ele rejeita mulheres que gostam de Rock e Metal genuinamente, pois elas certamente não são "da cena", são "modinha", só querem impressionar alguém, querem se sentir rockeiras, quer pagar de rockeiras... enfim.

Ele também rejeita aquela menina que posta fotos nas suas redes sociais "trajada de headbanger", vestida com camisa de banda e com roupas escuras quaisquer, com cabelo pintado e maquiagem carregada, adornando aneis nos dedos da mão chifrada e colares com símbolos pagãos. Ele a rejeita porque enxerga nessas fotos o caráter da menina (sim, ele consegue definir o caráter de uma pessoa através de uma foto, e não chama isso de preconceito), definindo ela como vaidosa, fútil, metida, exibida, narcisista, superficial, ególatra, insegura de si mesma e irracional. E quando a garota está numa foto de corpo inteiro ou numa pose mais artística ou sensual? E se o decote tiver mais de dois centímetros? Aí a garota é, além das coisas já listadas, indecente, indiscreta, vulgar, irracional, não tem bom senso, passou dos limites, vadia, attwhore, puta, devia apanhar pra aprender, entre outras coisas do gênero.

E ele também rejeita todo e qualquer "rolo" da vida pessoal da mulher. Ele aprendeu isso com os avós e com os pais conservadores da sua cidade cristã: mulher tem que se valorizar! E se valorizar é nada mais, nada menos, que não ter vida sexual. E se tiver, que seja com consciência, que seja bem romântica, ao estilo anos 50, com a permissão dos pais, que tenha pudor e decência. A menina só pode ter um ou dois homens no seu passado, pois se tiver mais que isso, ela já é rodada, quenga, piranha, safada, cachorra, vadia, biscate, vagabunda, puta, e outros infinitos adjetivos que a denigrem por causa de sua atividade sexual.

Enfim, este rockeiro tem uma pré-disposição a achar defeitos em todas as rockeiras que encontra. Elas nunca são rockeiras o bastante, nem "mulheres o bastante".

Mas caso ele encontre uma garota rockeira que não tem nenhum desses "defeitos", adivinha o que ele vai inventar pra rejeitá-la? Que ela não é tão bonita e/ou atraente quanto ele gostaria.

E depois, esse rockeiro misógino ainda reclama que está sozinho.

2 orações:

Natalia Biersack disse...

É muito difícil ser rockeira num mundo cheio de rotulações. No meu caso as "grandes rocekiras" curtem droga, sexo, não podem ter religião, tem que ouvir só rock, andar de preto (só), carregada de maquiagem... Eu já não gosto de nenhuma dessas coisas, não me identifico simplesmente. Acho que ser rockeiro é bem mais do que seguir um bando de rótulo (isso é até meio divergente, já que rock renega rotulações e tradições fúteis), é um grupo irreverente, com uma batida que revela o mesmo, um modo paradoxal de ver o mundo e que, por assim ser, dispensa qualquer caráter que submeta seus adeptos ao enquadramento em "tribos" por aparência ou imposição de ideologia. Se ser rockeira perfeita for isso, então sou rockeira imperfeita (ou nem sou)! (OBS: sei que a intenção do post não é rotulagem, é o contrário, só estou desabafando hehehehe)

Anônimo disse...

Não sei se podia, mas citei esse post e seu blog na minha página...
https://www.facebook.com/letthereberock6/photos/a.292275667776844.1073741828.291902551147489/369158993421844/?type=3&theater
E amo esse blog, sei que nunca comento aqui mas dessa vez eu tava precisando pq esse post diz muitas verdades sobre esses "métalrédis" politicamente corretos heheh, e uma pergunta... Vcs tem página no face?

Postar um comentário