sexta-feira, 17 de julho de 2015

Calcinha Preta é Rock and Roll

O Rock é tão importante que, não só influencia pessoas, inspira pessoas, é admirados por muitos e respeitados por vários, como também é reproduzido por muitos artistas, e até mesmo, plagiado por alguns! Porque se o som é bom, não basta fazer só uma versão ou um cover, tem que pegar o som e fazer ele ser seu! Tem que pegar aquela música, aquele clássico, aquele riff, enfim, aquela obra divina inspirada em Deus Metal e pegar ela pra si mesmo! Que nem aquela criança invejosa que pega o brinquedo do Relâmpago McQueen do coleguinha e grita "É MEU!". Aí a outra criança diz "NÃO, É MEU"! E a outra diz "É MEEEEEEEEEEEU!!!" Aí a professora chega e tenta amenizar a situação dizendo "Que feio, não quer dividir o brinquedo com o coleguinha!", forçando o legítimo dono do Relâmpago a dar seu brinquedo pra criança invejosa.

E é isso que este belíssimo grupo de Forró chamado Calcinha Preta faz com o Rock: pega ele pra si mesmo, como se fosse seu legítimo criador! E ele fez isso não só uma vez, nem duas, nem três vezes, mas SETE vezes!!! Ele pegou sete músicas de Rock e usou elas para fazer suas próprias músicas, transformando o Rock num Forróck. Em outras palavras, ele plagiou mesmo.

Mas não vamos condenar a banda assim, imediatamente. Porque se pararmos pra pensar, a criança invejosa da metáfora não diria que o brinquedo alheio é dela, se não gostasse muito daquele brinquedo! Ou seja, o Black Panty Calcinha Preta gosta muito de Rock! E, se o Calcinha Preta gosta de Rock...

O CALCINHA PRETA É ROCK AND ROLL!!!!!!1!11!!!!!!!!! \m/ \m/

E sem mais nem menos, vamos logo conferir as versões (ou plágios) que a Peça Íntima Feminina de Coloração Negra fez:

Paulinha (Badfinger - Without You)
Olha como o Calcinha é culto, plagia uma banda que nem os rockeiros conhecem direito! Não, não é bem assim. Na verdade, o grupo se inspirou na versão que a Mariah Carey fez desta música do Badfinger. Isso acaba resultando num tipo de "plágio indireto".

Seu Amor Que Eu Quero (Foreigner - I Wanna Know What Love Is)
Nessa segunda música, é possível que o Calcinha também tenha se inspirado mais na versão que a Mariah Carey fez deste clássico do Foreigner. De qualquer forma, está registrado aqui mais um plágio, seja indireto ou não.

Único Amor (U2 - One)
Plagiando até mesmo o "um" deste clássico do U2, a Calcinha recita os belos versos "Você parece uma artista / E eu pareço com você / E é assim que a gente realiza / Nossas noites de prazer". Poesia pura, né? Clarice Drummond de Assis chora de emoção. Ah, o Calcinha também plagiou "The Unforgettable Fire" do U2, mas este autor não achou necessário mostrá-la aqui.

Hoje a Noite (Heart - Alone)
Hoje a noite, aqui na selva, quem dorme não é leão. É o Calcinha Preta Volume Onze que está aqui deitado só, fazendo o Heart ter um heart attack.

O Navio E O Mar (Scorpions - Send Me An Angel)
Deixando de lado o lirismo de "envie-me um anjo" do Scorpions, o Calcinha se esforça para inventar versos que rimem com os versos da música original, tentando ao máximo contar uma história linear e coesa. E não consegue.

Agora Estou Sofrendo (Angra - Bleeding Heart)
A esta altura, percebe-se que o Calcinha (você acha engraçado ler "o Calcinha", que eu sei) só plagia baladas. O que é compreensível, já que se ele plagiasse uma música mais pesadona e pauleira, o público se assustaria e partiria pra ouvir outras bandas de Forró plagiadoras. Mas nesse caso, podemos discutir quem canta melhor: se é o Calcinha, ou o Edu Falaschi!

Louca Por Ti (Kansas - Dust In The Wind)
E pra terminar, uma música onde o Calcinha Preta Volume Seis se perdeu na praia, mesmo estando acompanhado do seu amor. Acontece, né! Esses imprevistos são corriqueiros e podem acontecer com qualquer pessoa, mesmo as mas precavidas. Por isso é sempre bom ter um seguro SulAmerica, especialista em cuidar de bandas de Hard Rock Farofa. Olha aí o exemplo do Kansas, que não investiu nesse seguro e acabou sendo plagiado.

Antes de você sair bufando de raiva e querendo a morte do Forró, dizendo que ele estragou o Rock, que essas versões são horríveis, que isso dá vontade de se matar, este autor vai fazer algumas perguntinhas:

1) Você tem senso de humor?

2) Você se irrita fácil com as coisas que acontecem na sua vida?

3) Você se sente pessoalmente ofendido com...

... com bandas que brincam com os arquétipos, estereótipos e clichês do Rock/Metal?

... com montagens que fazem bandas de Rock tocarem músicas hereges, e vice-versa?

... com bandas trues e hereges se unindo pra fazer uma música?

... com mashups que misturam Rock e estilos hereges?

Se você se irrita com todas essas coisas, ao invés de se divertir, é compreensível você bufar de raiva com o Calcinha Preta. Mas este autor dá um conselho: isso aí, essa raiva que você tem, essa fúria e esse ranger de dentes, fazem mal pra sua saúde. Viva a vida com mais leveza, criatura. Why so serious?

Você pode muito bem se divertir com esses plágios do Calcinha Preta, porque no fundo, eles são engraçados mesmo! É engraçado ver esse grupo se esforçando pra encaixar esses clássicos do Rock ao estilo deles e não conseguindo! É hilário ver esses versos mal-feitos. É hilário ver a performance musical (e principalmente vocal) do grupo que é... no mínimo, de qualidade duvidosa. É ótimo ver uma coisa que é perfeita (Rock) se transformar num... erro! Assim como rimos de um cover mal-feito, ou de um acidente que não era pra acontecer (e é por isso que se chama "acidente", durr), é lindo vermos um grupo tocando Rock de forma tão... errada! É natural o ser humano rir das coisas erradas, do imperfeito, do tropeço e dos deslizes. Isso pode ser considerado um tanto maldoso, sádico ou até anti-ético, mas o fato é que todo mundo gosta de rir de uma coisa errada. E é por isso que o Calcinha Preta é digno de risos, não de raiva. Porque ele é muito errado.

Bem irmãos, esta foi a homilia de hoje, e nos veremos novamente logo amanhã. Fiquem com o DragonForce versão Forróck e adeusmetal.

0 orações:

Postar um comentário