domingo, 24 de maio de 2015

Modernidade

Você já ouviu falar em Modern Rock e Modern Metal? Esses rótulos estão aparecendo nas notícias de sites/revistas especializadas, mas principalmente em resenhas que comentam que "essa banda apresenta uma sonoridade com influências do Rock Moderno" ou que está "tipicamente Metal Moderno". Mas que rótulos são esses?

Diferente do que foi pesquisar sobre Gothic Metal e Grunge, onde a internet ofereceu várias fontes, material de pesquisa e etc, este autor não encontrou NENHUMA fonte para explicar o que é Modern Rock/Metal. Então este autor fez uma pesquisa parcelada, ou seja, foi por etapas. Primeiro ele levantou questões, e depois procurou respostas para essas questões, e foi obtendo os dados necessários até chegar às suas conclusões. A primeira pergunta que ele fez foi: de onde surgiu esse termo "Modern Rock/Metal"?


Etimologia
O termo "Modern Rock" surgiu lá pela década de 70 (vejam só!), quando bandas alternativas de Post-Punk e New Wave estavam florescendo. Ou seja, as pessoas da época passaram a usar a palavra "Modern" para descrever tudo que estava aparecendo de novo naquele período. Era como nós hoje, que estamos presenciando essas transições e nos perguntando "que raio de estilo é esse", e concluindo que "é uma coisa nova, uma coisa moderna". Foi assim que o termo Modern Rock foi sendo usado para rotular todas as bandas que tinham sonoridades consideradas diferentes e novas para a sua respectiva época.

Na década de 70-80, o Modern Rock era o Post-Punk, o New Wave, o Rock Alternativo em geral e até o Sleaze, que é um estilo baseado no Glam Rock, onde se inseriam efeitos eletrônicos na sonoridade e produção das músicas.

Na década de 90, o Modern Rock já incluía o Pop Punk, Pop Rock, Grunge, Rapcore (e Rap Metal, que é basicamente a mesma coisa) e várias vertentes do Rock Alternativo, como Math Rock, Noise Rock, Rock Industrial e Post-Rock.

No Metal esse termo apareceu mais tardiamente, em meados da década de 80 onde bandas extremas (de Thrash, Doom e Death) começavam a fazer experimentações que fugiam do comum, fazendo assim o Groove Metal, Drone Metal, Stoner Metal, Sludge Metal e Death Doom Metal. Mas se você nunca ouviu falar nesses subgêneros, nãos e sinta mal. Na verdade é até bom que você nunca tenha ouvido falar neles, pois não está perdendo nada! Acontece que headbanger é bicho chato, e gosta de dar nome em tudo, até nas coisas que não fazem muita diferença.

Já na década de 90, o Modern Metal passou a rotular as bandas de Metal Neoclássico, Metal Alternativo, Metal Industrial, Post-Hardcore, Death Metal Melódico, Death Metal Técnico e Black Metal Sinfônico e Blackened Death Metal, além de outros subsubgêneros inúteis.

Depois dos anos 2000, praticamente tudo foi chamado de Rock e Metal Moderno: Indie, Emocore, Nu Metal, Metalcore e outras vertentes do Rock e Metal Alternativo.

Mas atualmente, o Modern Rock/Metal deixou de rotular as bandas e estilos não-convencionais pra nossa época. Agora ele está rotulando também bandas que já são conhecidas do público e subgêneros que já estão consolidados. Ou seja, praticamente tudo agora é Modern Rock e Modern Metal! E antes que você surte, este autor explica esse fenômeno logo abaixo.


Os 2 fatores
Existem dois fatores que são determinantes na rotulagem do Rock e Metal como "modernos", um deles é a sua produção. Nós, velhos amantes do Rock, já estamos acostumados a ouvir as gravações analógicas que captam aquela sonoridade ambiente, com efeitos de distorção vívidos e clima natural, sem nenhum artificialidade. Estamos acostumados a isso por estarmos focados no Rock antigo, naquele som mofado do Deep Purple tocando "Nobody's Home" com toda a garra dos anos antigos... aí quando ouvimos uma coisa como essa abaixo...


... já pensamos: "Caramba que efeitos de produção! Eta mixagem arretada! Isso é muito moderno!!!!". E realmente, muitas bandas de Rock novas são rotuladas como "Modern Rock" apenas por terem os típicos sons límpidos da produção digital, com alguns poucos efeitos de produção inseridos.


Até bandas velhas podem ser rotuladas como Rock Moderno, desde que elas tenham uma produção digital... e se rendam ao outro fator necessário para serem rotuladas de modernas. Esse outro fator é a mistura.

O ecumenismo chegou ao Rock e Metal! Viu como a música do Aerosmith pareceu mais poderosa e inovadora apenas com algumas técnicas, riffs e andamento diferentes? Esse é o caminho do Hard Rock atualmente, que respira na fonte de vários estilos, recebe várias influências e tenta coisas diferentes, ficando... "moderno".

Por enquanto esse fenômeno da modernidade (boa produção e misturas) no Rock está restrito ao Hard Rock - até porque muitas bandas atuais buscam resgatar a sonoridade "old-school".

Já no Metal, a modernidade atingiu praticamente todos os subgêneros consolidados, e grande parte das bandas novas são praticamente impossíveis de classificar.

Bandas de Metal Alternativo se mostram com uma sonoridade mais habilidosa e técnica, o que chega a agradar até os ouvidos mais puritanos que não gostam de coisas alternativas...


Bandas Industriais não focam apenas em abafar os riffs de guitarra com efeitos escrotos à lá Marilyn Manson, mas se preocupam mais com a sua instrumentação e em como deixar sua sonoridade mais poderosa e enérgica com os sons eletrônicos...


Bandas de Heavy Metal podem fazer experimentações inusitadas e até unir o peso do Thrash Metal com a melodia do Power Metal de raiz (aquele que não é cheio de orquestrações e firulas típicas de um Rhapsody of Fire), fazendo um Metal inovador e digno de nota...


Bandas de Metal extremo (especialmente as de Death Metal) estão ficando tão versáteis ultimamente, e é muito comum vermos bandas sendo rotuladas como Extreme Melodic Technical Progressive Blackened Death Metal Sinfônico. Ok, este autor deu uma exagerada, mas é muito comum vermos bandas com, pelo menos, uma ou duas dessas nominações ao mesmo tempo.


E tem bandas que tem tanta mistura que a gente nem consegue definir de onde elas vem, o que elas tocam, quais suas influências, mas as mil sonoridades combinadas acabam formando um som inegavelmente inovador.


Com tudo isso, concluímos então que O Modern Rock e Modern Metal não são somente rótulos, mas nominações que damos quando encontramos bandas que fazem um som diferente pra nossa época, com experimentações e inovações que desafiam nossas capacidades de... rotular as coisas.

Esse fenômeno da "modernidade" é algo natural e corriqueiro, que não acontece só dentro do Rock/Metal. Esse fenômeno é uma resposta ao antigo, uma inovação necessária, um caminho previsível que é tomado pelas pessoas quando querem fugir do previsível. Como o ser humano tem uma vontade inerente de querer sempre inventar novas coisas e criar novas tendências, essa "modernidade" sempre vai acontecer.

E esse fenômeno isso deixa uma lição adicional para as criaturas que sentem necessidade de definir, rotular e classificar tudo: não dá pra fazer isso enquanto ainda estamos vivenciando esse processo de transição, enquanto ainda vivemos no presente. No futuro, certamente inventarão nomes para definir as bandas que são chamadas de Modern Rock/Metal hoje em dia. E outras bandas do futuro serão chamadas de "modernas". Ou não! Talvez as bandas modernas de hoje sejam apenas pontos fora da curva, sejam só bandas diferentes do habitual e não criem novas tendências ou novos movimentos.

Se há alguma certeza sobre esse assunto, é que só o futuro nos dá uma visão ampla das coisas e maior capacidade de análise. Enquanto ainda estamos no presente, vivenciando na pele essas mudanças, somos incapazes de fazer uma análise crítica e conclusiva dos acontecimentos.

E talvez, no futuro, deixemos de nos importar tanto com rótulos e classificações, e finalmente aprendamos a fazer o que deveríamos fazer desde o início: apreciar a música. Dane-se que nome ela tem ou de que a chamam. Se é boa, se satisfaz os ouvidos, ótimo. Vamos deixar de frescura e ouvir a música? Obrigado!

Este autor fica por aqui, deixando um sermão para si mesmo. Ele adora classificar e nomear as coisas, então ele precisava disso. E se você precisa também, pare! Como já dizia os Titãs, cala a boca e aumenta o volume! Adeusmetal.

0 orações:

Postar um comentário