sábado, 30 de maio de 2015

Maquiados e mascarados

Algumas bandas ficam famosas por fazer mais do que música. Elas podem se destacar por suas grandes performances em estádios, por suas brigas internas que fazem a mídia ter assunto, suas atitudes sobre algo ou alguém, até pelas coisas mais bestas como usar um visual extravagante. Metade da fama que Lady GaGa conquistou no show business foi por causa das suas roupas excêntricas e escalafobéticas, por exemplo.

Este artigo vai falar sobre bandas que se destacam por esconder seus rostos com máscaras, maquiagem ou até fantasias, dando um diferencial à sua identidade como banda e assumindo uma veia teatral que influencia suas performances e sua proposta, transmitindo mais vida e impacto no público. Aqui vai uma lista de 12 maquiados e mascarados do Rock e Metal:

Artista: David Bowie
Estilo: Rock e várias experimentações
Conhecido como Camaleão do Rock por mudar constantemente de imagem de acordo com suas diferentes propostas artísticas e musicais, David Bowie marcou por fazer da sua música uma plataforma pra conduzir narrativas, histórias e performances teatrais inovadoras. Resumindo, sua maquiagem era apenas uma pequena parte de todo complexo retrato de Bowie. Passando por várias fases, a mais marcante foi na década de 70 (a sua década clássica), onde ele interpretou o personagem Ziggy Stardust, um alienígena enviado à Terra para salvá-la, pois ela seria destruída em cinco anos. Depois ele forma uma banda (The Spiders From Mars) e não aguentou o tranco das pressões da fama e capof, se suicidou. Essa história é contada no seu disco de 1973, o "The Rise and Fall of Ziggy Stardust and the Spiders from Mars", que pode-se dizer que é uma ópera-rock como "Tommy" do The Who. Essa fase de David Bowie foi tão marcante para o mundo que influenciou não só a música como também a estética e a moda do século XX, sendo um marco para o Glam Rock e até um símbolo para a libertação gay. O vídeo abaixo é da última apresentação de Ziggy neste mundo, na casa de show londrina Hammersmith Odeon.


Banda: KISS
Estilo: Hard Rock
Falando em Glam Rock, essa banda foi um diferencial entre as tantas outras desse estilo, por não ter uma roupa super colorida e nem maquiagem exagerada de um Twisted Sister ou Poison. As maquiagens se tornaram máscaras e protegiam as identidades secretas dos integrantes, fazendo eles serem conhecidos apenas por seus nomes artísticos. Eram Demon, o baixista que solta fogo pela boca e tem linguão; Starchild, o guitarrista e cantor principal que tem o peito cabeludo; Spaceman, o guitarrista que fica uns 5 minutos sozinho no show brincando com a guitarra; e Catman, o baterista que canta (!), tem a maquiagem mais cute do grupo e de vez em quando atira confetes com sua bazuca no meio do show. Hoje nós conhecemos as identidades de cada integrante, mas no início esse mistério era realmente matador, era mais um chamariz pra banda ser comentada e ficar em evidência. Um dia eles resolveram tirar as maquiagens e revelar suas identidades, algo tão marcante quanto se Batman revelasse ser Bruce Wayne. Mas Bruce Wayne é bonitão, já os integrantes do KISS... todo mundo se impressionou em como eles eram feios. E apesar do público não gostar dessa revelação, a banda continuou sua carreira sem as máscaras e chegou a perder parte do seu público com isso, mesmo que suas músicas continuassem com a qualidade de sempre. Pois é, uma vez mascarado, sempre mascarado.


Nome: Alice Cooper
Estilo: Heavy Metal
Vincent Damon Furnier nasceu em Detroit em 4 de fevereiro de 1948, criado numa família com princípios cristãos e tendo uma vida bem-sucedida, sendo até ganhador de bolsas integrais pra universidades famosas, mas a música falou mais alto em seu coraçãozinho. Alice Cooper nasceu em 1965, e sua banda homônima nasceu em 1968, já fazendo shows teatrais com objetos de cena no palco, inspirados em filmes de terror. A ideia foi de Alice, que acreditava que o Rock já tinha muitos rockstars tratados como herois, então chegou a hora de ter um vilão. E você pensa que com todas essas propostas e ideias inovadoras, a banda alcançou o estrelato imediato? Que nada, ela era um fracasso! Só atingiu certa notoriedade quando durante um concerto, o cantor jogou uma galinha para o público, crente que ela poderia voar e fugir segura. Essa ideia de jerico fez a galinha cair no público e ser feita em frangalhos pelo mesmo. Esse acontecimento foi manchete de jornais e revistas, que espalharam o boato de que Alice comeu a cabeça da galinha e bebeu todo seu sangue, o que fez a banda ter atenção do público e sua imagem aterrorizante já consolidada. Com isso, Alice lançou dois discos meia boca e um terceiro disco que emplacou definitivamente. O resto, como dizem, é história. Alice conseguiu manter sua fama de mal, conseguiu recursos para fazer espetáculos de terror nas suas apresentações com guilhotina, bonecas vudu, cadeiras elétricas e outras parafernálias, e conseguiu ser um dos rockstars mais influentes de todos os tempos.


Nome: Misfits
Estilo: Punk, Hardcore, Heavy Metal, Thrash Metal... depende da fase
Misfits é o criador e a maior referência do subgênero chamado Horror Punk, que é quando uma banda Punk decide imitar o Alice Cooper e cantar sobre histórias de terror com a cara maquiada. Mas não é isso que resume o Horror Punk (é também), mas é principalmente sua sonoridade que fica mais melódica com a adição de sons de teclado ou órgão. A banda nasceu em 1977, no ano que foi auge do Punk Rock, encabeçada pelo cantor Glenn Danzig e Jerry Only, que foram os integrantes que mais permaneceram na banda em todos esses anos. Jerry continua até hoje, enquanto Danzig saiu em 1983 por conta da insatisfação com a banda e a instabilidade que ela sempre teve, se dedicando ao projeto solo Danzig. Relativamente, a banda tem muita fama para pouca obra lançada, especialmente se considerar que ela se dissolveu em 83 e só voltou reformulada em 95. Nesse meio tempo, ela atingiu status e ficou mundialmente famosa por ter fã-clubes e incorporar como logotipo e mascote oficial da banda o rosto do personagem Crimson Ghost. Mesmo com um troca-troca de integrantes intenso, a banda continua na ativa e fazendo poucos álbuns, como sempre. O último tem esta canção:


Nome: King Diamond
Estilo: Heavy Metal
Esse vocalista dinamarquês e sua ex-banda (Mercyful Fate) foram umas das maiores influências para o Metal Extremo, que fizeram o Thrash, Doom e Death terem sua atitude vil e obscura. Desde os tempos do Mercyful Fate, Kim Bendix Petersen se destacava por sua veia teatral soberba e performance inspirada diretamente em Alice Cooper, o cara aí de cima, mas que se diferenciava de Alice por ser mais sombrio ainda. Outro destaque de King é sua voz que viaja por vários timbres e tonalidades, dependendo da atmosfera que quer criar pra sua música, ou só pra mostrar como sua voz é versátil. Tal habilidade o tornou famoso e admirado, sendo referência para várias outras bandas. Mas o mais notável em King é sua criatividade em contar histórias de terror em suas letras, que não eram apenas letras, mas tinham profundidade e lirismo. Quer dizer, ainda tem, porque ele continua na ativa.


Nome: Ghost
Estilo: Heavy Metal
A banda que ficou modinha por conta da sua performance que assusta religiosos, e famosa por conta do Rock In Rio, não poderia estar de fora dessa lista. Com fortes influências de Mercyful Fate/King Diamond, a banda tem um senso de teatralidade que busca passar terror e morbidez, um objetivo alcançado se pensarmos que estamos diante de sacerdotes negros comandados por um papa cadavérico, simbolizando um lado negro da instituição religiosa que mais promoveu morte em nome de seu deus. É um papel digno e representado com precisão, com influências musicais de Black Sabbath, Mercyful Fate e Venom, que se você estiver disposto a ouvir, vai perceber que não é um som infernal, pesado, nem barulhento, mas calcado na melodia. Isso certamente decepciona (ou surpreende) as pessoas que ouviram falar para caramba de Ghost e nunca tinham tido oportunidade de conferir a banda de perto. Confira aí:


Nome: Powerwolf
Estilo: Power Metal
É outra banda que busca transmitir obscuridade na sua atitude e estilo, mas tendo como inovação a sonoridade Power Metal aliada aos elementos e melodias dark (especialmente um órgão, que deixa tudo mais clerical e soturno). Não é preciso dizer que o Powerwolf se promove mais com sua roupagem, mas outro destaque da banda são suas letras temáticas sobre lobisomens e envolvimento com o Cristianismo, criando histórias sobre cruzadas, sede por sangue, padres que são lobisomens secretamente, entre outras coisas que fazem um mais religioso fervoroso acredita que eles são porta-vozes de uma seita satânica licantropa. Nascida em 2003, já tem seis álbuns lançados e boxes, que são relançamentos de seus próprios álbuns. Pra que, né?


Nome: Black Metal
Estilo: Black Metal
Escolher uma única banda de Black Metal pra representar o movimento inteiro não é tão eficiente quanto descrever o próprio movimento... e sua tara por maquiagem. A maquiagem no Black Metal tem nome próprio: corpse paint (pintura de cadáver), é sempre preta e branca e seus desenhos devem mudar de acordo com os objetivos das bandas e integrantes. Pode ser um motivo simples como apresentar uma estética anti-mainstream e causar impacto, ou representar mensagens ou emoções. Essa estética foi adotada na 2ª Onda do Black Metal, a fase clássica que determinou as características mais importantes do estilo em termos de musicalidade e estética. O problema disso é que não vemos o corpse paint como uma coisa realmente impactante, só alguuumas poucas maquiagens mais trabalhadas como a do Gorgoroth, que é toda borrada e com aparência suja e gasta. Já maquiagens como do Immortal parecem uma homenagem a banda KISS. A origem do uso do corpse paint é incerta, mas convencionou-se que surgiu pelo King Diamond, inspirado em Alice Cooper, que teve influência de Arthur Brown, um músico de Rock sessentista - que só não tem um tópico próprio neste artigo por ser underground demais.


Nome: Buckethead
Estilo: Rock Instrumental
Esse sim usa máscara de verdade, e de bônus um balde de frango frito na cabeça e um cabelo longo que parece de mentira. Esse visual dá um impacto um tanto chocante, pra não dizer excêntrico e assustador. Um cara com face mascarada limpa de expressões é o tipo de coisa que você não desejaria encontrar numa rua escura, mesmo que ele tocasse solos de cair o queixo e te deixar maravilhado, você pensaria que é um doido varrido psicopata que quer te golpear com sua guitarra até a morte. Mas deixando isso de lado, os solos de cair queixo citados são exatamente o que Buckethead faz, sendo um guitarrista solo virtuoso que compõe obras com personalidade. Outra característica notável é sua discografia, que totaliza 141 álbuns de estúdio (sendo a maioria em formato digital), 10 canções não lançadas em álbuns e alguns EPs e demos. Se você tinha alguma dúvida de que ele era humano, agora pode ter certeza de que ele não é.


Nome: Pussy Riot
Estilo: Riot Grrrl
Riot Grrrl é um subgênero do Punk Rock que tem como característica a sua militância pelo Feminismo. O quê? Feminismo? Aquele movimento de mulheres mal-comidas de suvaco peludo que odeiam homens? É, exatamente... se sua mente for fechada e você só estiver aberto a preconceitos e estereótipos. O Punk Rock tem a tradição de protestar contra os dogmas sagrados da sociedade e do sistema, portanto é digno que o Feminismo seja representado no Rock também. E a militância do grupo Pussy Riot é tão conhecida por suas letras políticas quanto por protestar contra o primeiro-ministro do seu país, Vladmir Putin. Elas também são conhecidas por fazerem performances extemporâneas como forma de protesto, e a que mais deu treta foi em março de 2012, quando trÊs integrantes da banda foram protestar dentro uma catedral contra Putin, onde começaram a cantar em frente ao altar. Elas foram presas por "intolerância religiosa" e daí que veio a frase "FREE PUSSY RIOT!" criado por simpatizantes das causas da banda - uma frase que você com certeza já viu, mas nem sabia do que se tratava. Na verdade o caso da banda Pussy Riot é apenas a ponta do iceberg de uma grande crise política na Rússia, que não cabe neste artigo pra explicar. Pra vocÊ aí que achava que o Punk estava morto, ele nunca esteve, só esteve fora da mídia. Mas às vezes dá o ar de sua graça a nós, povo que vive no mainstream.


Nome: Lordi
Estilo: Hard Rock
Esses caras fazem mais que usar máscaras, usam fantasias completas! Ou melhor, eles não usam fantasias de monstros, eles SÃO monstros. pelo menos é isso que eles dizem nas entrevistas, quando são perguntados sobre suas identidades verdadeiras: "essas são nossas faces reais!". Essa atitude foi inspirada no KISS, e o figurino foi inspirado na banda de Thrash Metal Gwar, que também usa fantasias (e que este autor não quis listar por preguiça). E o Lordi toca um Hard Rock monstruoso com técnicas e efeitos de produção que deixam sua sonoridade diferente do usual, um tipo de Rock Industrial, mas aceitável pros padrões rockeiros e não-alternativos, e especialmente explosivo. O Lordi incorpora tanto seus personagens que fazem shows de fantasia, são fotografado de fantasia, dão entrevistas de fantasia, e quando resolvem tirar as fantasias, sempre ficam de costas para todos, pra que ninguém veja o humano por trás dos monstros. E se essa proteção à identidade rigorosa não te convenceu, ela é tão séria que jornais (sérios) já tentaram diversas vezes flagrar os integrantes sem fantasia, e nas vezes que conseguiram, os leitores dos jornais reclamaram para caramba e fizeram os jornais pedirem desculpas pelo inconveniente. Muito bonito ver os próprios fãs contribuindo pra essa maluquice!


Nome: Hevisaurus
Estilo: Heavy Metal
Outra banda fantasiada... Você já conheceu duas, Lordi e Gwar, e agora você conhecerá a versão Heavy Metal do Barney! O grupo finlandês Hevisaurus tem a curiosa proposta de tocar Metal para crianças, e por incrível que pareça, elas acham isso super legal - até porque a banda não é nada assustadora, o que assusta mesmo são palhaços! A sonoridade do Hevisaurus também não deixa a desejar, só é ligeiramente mais melódica e infantil, o que prova uma coisa: não é só de Galinha Pintadinha que as crianças podem gostar. E se você acha essa história de barneys heavy metal maluca o bastante, vai gostar de saber também que em 2011, os integrantes da banda tiveram brigas com sua gravadora Sony Music por conta de direitos de imagem, músicas e nome, o que fez o baterista Mirka Rantanen (nome de verdade dele, não seu nome de dinossauro artístico) criar uma solução para resolver o impasse: continuar tocando sob outro nome. Daí surgiu o SauruXet, que é essencialmente o mesmo Hevisaurus. Ou seja: além dinossauros poderem tocar Metal para crianças, eles também levam seu trampo a sério o bastante para criar problemas com a gravadora! E o estranho dessa história toda, é que o Hevisaurus não acabou! Ele continuou existindo, enquanto o SauruXet lançou um disco em 2011. Depois, ele acabou em maio de 2012 e o Hevisaurus continuou vivinho da silva, e nem a gravadora, nem a banda deram explicações sobre a confusão. Vai ver os dinossauros finalmente comeram quem estava criando problemas na gravadora, ou sabe-se lá o que aconteceu,


Outras bandas mascaradas: The Berzerker, Secos e Molhados, Ten Masked Men e Los Straitjackets. E ai de quem falar SlipKnot e Mushroomhead.

Espero que tenham ficado mais inteirados sobre como o mundo do Rock/Metal pode ser bizarro. Adeusmetal.

12 orações:

Joice disse...

Heavy Metal do Barney, hahahaha

Derson Manhique disse...

Faltou Slipknot. Como você foi esquecer Slipknot...(Hahahahahahahaha)

yuri santiagoo disse...

esse hevisaurus é muito patético...

Anônimo disse...

Maquiados, eu estava esperando o Marilyn Manson

Anônimo disse...

Faltou slipknot, marilyn manson e man with a mission

Renan Lima disse...

Não botei SlipKnot porque é uma merda.
Grato pela compreensão.

Anônimo disse...

Concordo com o Renan, SlipKnot é uma merda e não merecia estar aqui!!

walisson morais disse...

faltou Hollywood Undead

Anônimo disse...

slipknot n é e nunca será uma merda pelo alcontrario uma das melhores bandas de rock

lucas morais disse...

slipknot é demonico e satanico não merece estar neste site

Anônimo disse...

cadê a knot vei tem ghost mais n tem knot cade a parte do black metal que fala que assinaram pacto com satã tem ghost mais n knot qual foi biblia do rock me decpcionou :-(

Sepigot IRS disse...

Muito bom essa banda dos hevisaurus ser eu tiver meu filho ele vai ouvir até ele ficar de maior

Postar um comentário