sábado, 16 de maio de 2015

Estereótipos: No alto do castelo havia uma princesa...

Calma, você não está tendo um dejá-vù. Você já viu essa matéria no Whiplash. Mas esta é a Bíblia do Rock, o lugar que reúne tudo que é pertinente e importante para o Rock, até as piadas. E é por isso que eta matéria está aqui.

Mas pra não ficar uma mera cópia, este autor deu uma modificada no texto original. Então pode-se dizer que esta é a versão 2.0 desta piada. Isto posto, divirta-se:

"No alto do castelo havia uma princesa, uma linda princesa, que foi ali trancada e guardada por um grande e terrível dragão...."

Power Metal: O protagonista chega brandindo sua espada e trava uma batalha gloriosa contra o dragão, que será narrada em hinos e baladas que inspirarão bardos e bandas de Power Metal. Quando finalmente o dragão sucumbe aos poderosos golpes do protagonista, que está cheio de glória e de sangue de seu inimigo em seu corpo, ele sobe a torre mais alta do castelo e enfim resgata a princesa, e vivem felizes para sempre. O protagonista aproveita sua história para gravar uma série de álbuns temáticos.

Heavy Metal: Chega no castelo numa Harley Davidson, mata o dragão com os punhos, enche a cara de cerveja com a princesa e transa com ela.

Speed Metal:
Cheganocastelomataodragãoesalvaaprincesa.

Rock N' Roll: Chega no castelo de moto fumando um baseado e oferece para o dragão, que logo fica seu amigo. Depois resgata a princesa e acampa com ela numa parte mais afastada do jardim do castelo, e depois de muito sexo, drogas e rock n' roll, morre de overdose. A princesa então solitária, monta no dragão e voa para continuar na sua nova vida de liberdade.

Hard Rock: Chega no castelo num conversível vermelho tomando Jack Daniel's acompanhado de duas loiras peitudas. Mata o dragão jogando uma TV de cima da janela da torre do castelo, e realiza uma orgia com a princesa e as loiras. Depois vai embora largando a
princesa, pois não é de compromisso.

Glam Rock: Chega no castelo e o dragão ri do seu visual, ri tanto que deixa o protagonista passar batido para a torre. Ele transa com a princesa, troca maquiagem com ela depois e a ensina a ser mais fashion e glamourosa.

Punk Rock: Chega no castelo com uma placa de "fora dragão" e um símbolo de anarquia. Joga vários coqueteis molotov no dragão e o mata. Depois pixa os muros do castelo com Ⓐ, sobe a torre e transa com a princesa. Ela faz um moicano e ambos abrem uma barraquinha de fanzines no saguão do castelo.

Grunge: Chega drogado e deprimido no castelo, o dragão fica comovido e o deixa passar. Encontra a princesa, conta para ela sobre sua infância triste e a princesa fica entediada, mas transam no final. Depois se casam e vivem felizes para sempre, até o protagonista se matar e a princesa ser acusada de matá-lo.

Hardcore: Chega no castelo com uns amigos pogando com o dragão, que foge do castelo todo dolorido. Sobe na torre, transa com a princesa e depois grava um álbum com 25 faixas de 2:30 minutos cada, descendo o pau no governo monárquico.

Thrash Metal: Chega no castelo, mata o dragão opressor, liberta a princesa de sua prisão da injustiça, e a convence a deixar de ser princesa para instalar um
governo de democracia direta que promove a justiça e igualdade social. Mas não antes de transar com ela.

Metal Sinfônico: Chega no castelo e fita a criatura das trevas que aprisiona a princesa, e se pergunta se não pode ser de outro jeito, se esta dança letal com o dragão não pode ser evitada, se não pode se livrar da ameaça de cruzar os portões da eternidade em tão tenra idade. Assim ele tem uma ideia que muda totalmente suas perspectivas pré-concebidas da sua mente, e deixa de lado as contendas para convidar o dragão e a princesa para a sua banda, com ele fazendo vocais guturais e ela fazendo vocais líricos. Após alguns anos, a princesa acaba sendo substituída da banda.

Rock Instrumental: Chega no castelo e toca um solo de
guitarra com zilhares de técnicas. O dragão fica interessado em aprender a tocar guitarra e recebe um passo a passo do protagonista, que deixa o dragão lá praticando enquanto sobe na torre e encontra a princesa. Depois de transar com ela, a convence a fazer uma turnê com o dragão chamada "G3: Rockin' With The Free Princess".

Rock Progressivo: Chega no castelo tocando um solo virtuosíssimo de guitarra, que marca o início de sua luta épica com o dragão. Depois que dá sua última palhetada, o dragão investe para atacá-lo, mas o protagonista diz "Calma! Isso é só a introdução!". Ele continua tocando por uns 25 minutos, e o dragão se mata de tanto tédio. O protagonista continua sua música, 45 minutos depois, sobe na torre do castelo e
encontra o quarto da princesa vazio, pois ela já tinha fugido para procurar o protagonista Rock N' Roll.

Indie Rock: Entra pelos fundos do castelo para escapar do dragão, mas sua técnica furtiva não funciona e é surpreendido pelo mesmo. O dragão fica com dó de matar um nerd franzino e deixa o protagonista passar. Chega na torre, sobe as escadarias usando sua bombinha de asma, e quando finalmente encontra a princesa, ela faz uma cara de desprezo e foge correndo para encontrar o protagonista Hard Rock. O protagonista Indie fica sozinho se lamentando na torre "Poxa, mas a gente nem teve tempo de discutir Woody Allen...".

Emocore: Envia uma mensagem pra princesa dizendo "jaahhhh ixxxxxtouu xxxxxxxxeganduuuuhhh nuuuhh
caxxxxxteluuuuuuuxxxx ;-*****". Chega no castelo, o dragão faz uma cara de "aff" e o deixa passar. A princesa fica encantada com o visual de Jared Leto do protagonista, mas depois de ouvir ele reclamando sobre sua vida, sobre seu all-star ter sujado na viagem, sobre sua família que não aceita seu jeitinho de ser, e sobre sua unha descascada, fica enjoada e foge para procurar o protagonista Glam Rock. O protagonista Emocore borra sua maquiagem chorando e usa sua história triste como inspiração para cinco álbuns.

J-Rock: Chega no castelo elevando o cosmo do seu coração, mata o dragão com um rasengan shuriken e sobe a torre do castelo com sua super velocidade. Encontra a princesa e tira sua roupa para desenhar hentais dela, e depois a convida para uma grande orgia com polvos e meninas colegiais de 9 anos com pênis. A princesa se assusta e foge traumatizada.

Death Metal: Chega no castelo, mata o dragão e mata a princesa. Depois promete se matar aos 33 anos, mas desiste da ideia.

Black Metal: Chega de madrugada encoberto pela neblina, mata o dragão e o empala em frente ao castelo. Depois sodomiza a princesa, a corta com uma peixeira e bebe o seu sangue em um ritual. Quando descobre que ela não era mais virgem, fica irritado e empala a princesa junto com o dragão.

Gore: Chega no castelo, mata o dragão, sodomiza a princesa com as tripas do dragão e a mata. Depois transa com ela novamente. E com o dragão. E com os dois juntos. Depois fotografa o cadáver dela e usa as fotos na próxima capa do seu álbum.

Viking Metal: Chega no castelo de navio, mata o dragão com um machado, o assa e come. Transa com a princesa, sequestra ela, pilha o castelo e toca fogo em tudo antes de ir embora.

Folk Metal: Chega acompanhado de vários amigos, duendes e elfos tocando acordeon, alaúde, viola e outros instrumentos estranhos. Todos dançam com o dragão até ele cair de exaustão. Depois o protagonista encontra a princesa e a convida para uma noite de festa, farra, folk e Terra Celta.

White Metal: Chega no castelo de papamóvel, exorciza o dragão e o transforma numa pomba branca da paz. Encontra a princesa, converte ela e transforma o castelo em mais uma sede da Igreja Universal do Reino de Deus.

- Se você me salvar, eu vou te dar...
um bolo!

0 orações:

Postar um comentário