quarta-feira, 22 de abril de 2015

Teses e constatações [01]

Este salmo foi criado em 23/06/10 para mostrar as pesquisas dos cientistas e pesquisadores da área de Rockologia e suas conclusões acerca desta ciência. Veja a seguir os resultados de seus estudos:

Não importa se tal banda de Metal Sinfônico é boa na sonoridade, mensagem ou criatividade...
... pros punheteiros, o que importa mesmo é que a cantora é gostosa.
***

87 entre 23 tocadores de violão rockeiros sabem tocar pelo menos uma dessas músicas: "Blitzkrieg Bop" do Ramones, "Que País É Esse?" do Legião Urbana e "Smells Like Teen Spirit" do Nirvana.
E de tão repetitivas, causaram suicídio em Kurt Cobain.
***

Todo headbanger odeia Metallica com todas as suas forças.
E todo headbanger tem o Metallica como uma das suas bandas preferidas.
***

Metal Progressivo é igual a MPB:
É cansativo, tem mensagem estranha e só é adorado pelos "intelectuais".
***

98% dos fãs que se dizem a favor das ideias satânicas do Black Metal nem sabem quem é Anton LaVey.
Os outros 1% são satanistas filosóficos apenas, não fazendo rituais de sacrifício, nem nada.
***

Parte dos punks não tinham nenhuma ideologia pra defender, só transformar a sua insatisfação e inquietação com a realidade com a vontade de "chocar".
Mas hoje um moicano não choca mais ninguém.
***

Metallers são tão machos que podem fazer comercial da Seda e ninguém zoa.
... Não zoa tanto, pelo menos.
***

Lynyrd Skynyrd não é uma banda, é uma estação rodoviária.
Por isso toda semana morre um integrante do grupo.
***

SlipKnot não é uma banda, é um trio elétrico.
E quando o povão não gosta do som, o DJ Sid salva tudo tocando "I gotta feeling".
***

Não existe nada pior que um 'metaleiro' poser pré-adolescente querendo pagar de tr00zão from hell.
Aliás, existe: um 'metaleiro' poser pré-adolescente qurendo pagar de tr00zão from hell e dizendo que sabe mais que você só porque completou "Through The Fire And Flames" no Guitar Hero no modo Medium.

terça-feira, 21 de abril de 2015

Estereótipos: Bebidas

Este foi o primeiro post do salmo Estereótipos! E este salmo começou muito bem, obrigado. Teve até uma menina angolana (!) que comentou que ficou rindo, bateu a cabeça no teclado, rolou no chão, quase se atirou varanda abaixo e teve muitas chances de morrer feliz, mas "fica pra próxima". Ela deixou de aparecer no blog por volta de 2010, então ela deve ter morrido... Bom, tomara que tenha morrido feliz, pelo menos.

O detalhe é que este post não é de autoria deste autor, ele é uma piada velha no meio headbanger que este autor só reproduziu e adicionou mais piadas Confere aí:

O que cada vertente pede pra beber num bar?

  • Rock n' Roll: Pede qualquer coisa com álcool. Bebe até morrer sufocado no próprio vômito.
  • Rock Psicodélico: Pede qualquer coisa. Mesmo.
  • Hard Rock: Pede Jack Daniel's. Fica bêbado e sai jogando TVs pelas janelas de hoteis.
  • Punk Rock: Pede uma cachaça barata, pra não alimentar o sistema.
  • Indie Rock: Pede um refrigerante. Ele é racional demais para se comportar que nem esses rockeiros que mais parecem animais. Cruzes.
  • Emocore: Não sabe o que escolher e começa a chorar.
  • Metalcore: Pede energético, ou alguma coisa colorida e cara. De preferência, importada.
  • Nu Metal: Pede a bebida mais forte querendo dar uma de bonzão e morre no primeiro gole.
  • Rock Progressivo: Pede uma batida com tudo que tem direito.
  • Metal Progressivo: Pede várias batidas esperando uma que chegue à perfeição. Fica bêbado e se torna aquele chato que não para de falar e repetir a mesma história sempre e sem parar.
  • Heavy Metal: Pede cerveja, cachaça, cerveja, uísque e cerveja. Acorda na rua no dia seguinte.
  • Thrash Metal: Pede gasolina.
  • Death Metal: Pede veneno.
  • Black Metal: Pede o sangue de uma virgem.
  • Grindcore: Pede fluídos de um corpo em putrefação com limão, só pra dar um gostinho.
  • Power Metal: Pede uma poção mágica que acrescenta HP e MP.
  • Folk Metal: Pede hidromel. Fica bêbado e começa a dançar como um hobbit com todo mundo do bar.
  • White Metal: Pede Guaraná Jesus. Também pede vinho, em memória de seus Salvador. Mas reza pedindo perdão antes e depois de ingerir a bebida.
  • Symphonic Metal: Pede uma taça de vinho e pensa em se matar.
  • Doom Metal: Pede vinho também. Acha o vinho ruim e se mata.

segunda-feira, 20 de abril de 2015

Futebol, mulher e rock 'n' roll

O maior erro dos hereges é pensar que headbangers não são gente, e sim monstros mitológicos, ogros, arruaceiros e satanistas que não gostam de nada que todo mundo gosta. Acham que rockeiros não gostam de dançar, de ir pra praia, de praticar esportes... mas estão errados. Rockeiros são gente como a gente (digo, nós já somos rockeiros, então eles são gente como as outras gentes), e podem ter gostos que todo mundo tem. E um desses gostos é o futebol, que um dos esportes mais amados do mundo e que mais empolgam a galera. É claro que os rockeiros não poderiam ficar de fora dessa paixão internacional, muito menos aqui no "país do futebol" que marca um golaço na fome, na falta de estrutura, na... enfim, não vamos politizar este artigo. O caso é que rockeiros também amam futebol.

O Iron Maiden, por exemplo, já confessou sua paixão pelo esporte das quatro linhas. Quando conseguem arrumar um tempo vago, os integrantes da banda costumam bater uma bolinha joga sempre que querem. E quando estão em turnê e tem um tempinho livre, aproveitam para jogar bola nas cidades que visitam. Steve Harris mesmo é fanático pelo seu time londrino West Ham, e até faz shows com uma munhequeira do time ou com o próprio uniforme dele:

A paixão do Iron pelo futebol o fez lançar várias camisetas customizadas de futebol com o nome da banda. Aqui vão algumas camisas lançadas:

E pensa que esse não é um negócio tão sério assim?

Fonte: Blog Flight 666

Nova camisa de futebol do Iron Maiden!
SEGUNDA-FEIRA, JUNHO 07, 2010
Postado por Igor JMS

Em ritmo de Copa do Mundo? O Iron Maiden não perdeu a oportunidade de lançar sua nova camisa de futebol na semana da abertura do mundial da África do Sul. A coleção 2010 para a turnê mundial de "The Final Frontier" traz a sempre tradicional camiseta em duas cores: Azul e Vermelho. Ela pode ser comprada apenas na loja online oficial do grupo ou durante a turnê, por £47, o equivalente a aproximadamente R$ 127.

Além do valor do produto, o comprador precisa ainda arcar com as despesas de frete. As camisas 100% poliester, possuem detalhes bordados e o número 10 nas costas. Confira as imagens!



Saiba mais:
http://ironmaiden.com/shop/web


Além do Iron, o Sepultura também já fez suas camisas customizadas pelos anos 90, e as lançou no... exterior. O Sepultura sempre buscou o mercado estrangeiro, mas incluir até camisas BRASILEIRAS é demais, né! Só os mais fanáticos conseguiram comprar estas raridades.

Já no início deste milênio, uma marca gaúcha lançou outras camisas do Sepultura com design mais atualizado:

E se você se interessou muito por estas camisas customizadas de bandas de futebol (isso ficou confuso), acesse o site Roquenrou. O site não deixou este autor mostrar as camisas (buáááá!!!).

Outra coisa interessante de citar é que o carioca Vasco da Gama tornou Eddie o seu mascote não-oficial. Se bem que o Eddie não combina muito bem com o Vasco... Ah, pensando bem, que time combinaria com um zumbi?



Mudando de assunto, mas não tanto assim, você lembra quando o programa RockGol da MTV organizava campeonatos de futebol com times formados por bandas? Tá certo que nem todos os jogadores eram de bandas de Rock, mais a maioria era! Pra quem nasceu depois da morte da MTV clássica e não sabe do que este autor está falando, esse era um campeonato com vários times de nomes inventados (e que sempre mudavam de acordo com o ano) e que tinha jogos com 15 minutos cada tempo - afinal, os jogadores eram músicos e não tinham o mesmo condicionamento físico de esportistas profissionais. E o maior destaque deste campeonato não era a habilidade dos músicos, mas a falta dela! Essa era a graça do RockGol. Você via um integrante de uma banda que você gosta sendo um verdadeiro frangueiro ou um grandessíssimo perna de pau! E é importante frisar que nenhuma banda participava desses campeonatos pelo cachê, mas sim pela diversão, que é o objetivo principal do programa e do campeonato. Os narradores do jogo eram os apresentadores do RockGol Paulo Bonfá (narrador) e Marco Bianchi (comentarista), que além de narrarem o jogo, sempre soltavam seus jargões clássicos (tirem as crianças da sala!) e faziam piadas de tiozão sobre o desempenho dos jogadores.

E alguns jogadores-músicos ficaram eternamente marcados na memória dos espectadores:
  • Clééééééééééééston!: DJ Cléston era do Detonautas Roque Clube, e sempre que os narradores o citavam, gritavam "Clééééééééééston!", pois segundo eles, recebiam um adicional no salário cada vez que gritaaaaaavam o nome do dito cujo.
  • Quentin Tarantino: Esse era o pseudônimo de Samuel Rosa, vocalista do Skank, inspirado em sua aparência. Inclusive ela também lhe rendeu outro apelido, o de playmobil.
  • Wolverine Valadão: Nasi, o ex-cantor do Ira! teve esse apelido porque tinha costeletas e cabelo que o deixavam parecido com Wolverine das HQs. Também ficou conhecido por ser um ótimo goleiro (pra não dizer o contrário).
  • Juninho Papito: Era o nome de Supla no programa, e era um dos melhores jogadores do RockGol, pois ele conseguia fazer a incrível façanha de chutar a bola e não se estrumbicar no chão.
  • Rufus, o Lenhador: Nome atribuído ao Júlio do Catedral por ter uma barba considerável e um porte consideravelmente grande. Ficou conhecido também por sempre mostrar a cueca ao fazer um gol, mesmo que ele nem sempre usasse essa desculpa para abaixar as calças.
  • Pequeno Samurai: Era como era chamado Japinha, o baterista do CPM 22. Foi o maior artilheiro da história do RockGol, marcando 43 gols.
  • Jesus, o Divino: Luís Mariutti do Shaaman ficou conhecido como Jesus por ter barba e cabelo grande e... só. Por isso era constantemente alvo de piadocas engraçadilhas envolvendo sua divindade, , como exemplo Paulo Bonfá dizendo "Só Jesus salva" quando o time de Luís estava perdendo.
  • Jesus Jr: Hugo Mariutti também do Shaaman é irmão mais novo de Luís e também tinha visual divino, por isso o Jr). Segundo os narradores, Jesus Jr. foi esquecido pela Bíblia.
  • Musa Nissei-Sansei: A lendária jogadora com charme oriental era nada mais, nada menos, que André Matos. Além de ter lindos cabelos voando ao vento quando corria, André também possuía uma visão avantajada, já que só visualizava a bola quando já tinha passado da linha do gol.
  • Felipe Oh Menina Deixa Disso Quero Te Conhecer Dylon: Felipe Dylon era um cantorzinho pop magricelo que incrivelmente marcou o milésimo gol do RockGol.
  • Badauí: Se o Japinha era o Pequeno Samurai, o vocalista do CPM 22 era o pequeno anão.
  • Mentira: Filipe era um dos 5 integrantes da boy band BR'OZ, e assim como a mentira, tem pernas curtas...
  • Max Telefone de Contato: Este integrante do grupo DMN ficou eternizado quando errou seu próprio telefone de contato.
  • Tiozão do Churrasco: Porque toda pelada tem que ter um tiozão do Churrasco. Quem assumia esse papel era Guilherme do Catedral, que realmente era um especialista em churrascos.
  • Kiko Zambianchi: Como era muito magricelo, Bonfá dizia que ele só tinha dois lados: frente e verso. Toda vez que ele fazia um gol, os narradores cantavam "Primeiros Erros" do cantor.
  • Chiliquenta: Toni Garrido do Cidade Negra ganhou esse apelido por se estressar fácil com as piadas e com os erros que aconteciam durante o jogo, sempre reclamando que algo deu errado.
  • Roger: O cantor do Ultraje a Rigor já foi chamado de Água de Salsicha por seu cabelo que ficou descolorido na edição do RockGol de areia; além de já ter feito um gol de nuca e um gol de cabeça com o pé!
  • James McDowell, o Gigante Irlandês: Esse foi o apelido posto ao Jimmy do Matanza, por seu jeito viking, seu grande porte, sua barba ruiva gigante e sua barriga maior ainda.
  • O Pequeno Emo: Di Ferrero, o vocalista emo do Nx Zero teve esse apelido por... ser emo.
Existem vários momentos marcantes desse campeonato, um dos que mais marcaram (e um dos únicos que está disponível na internet) foi este abaixo, a briga entre Davi e Golias:


E nós também temos, como não podia deixar de faltar, músicas sobre futebol! São poucas, é verdade, mas estão aí Este autor vai deixar as três que conseguiu achar, uma de uma banda bem, mas bem alternativa, a outra um hino do futebol rockeiro, e a outra de uma banda que vez ou outra toca Rock, como é o caso abaixo.



E... não tem mais anda pra este autor falar. Então é isso galera, se vocês curtiram, cliquem aí no gostei, se inscrevam no canal e compartilhem pra dar aquela força e... não, pera... ah, enfim. Muito futebol pra vocês aí que gostam, e muito mais futebol pra vocês que odeiam futebol e que ficam de mimimi por achar que é "pão e circo" mas que não reclama do futebol europeu. É isso e... adeusmetal.